ASSOCIE-SE

Associe-se e desfrute de muitas vantagens

CLIQUE AQUI

Entre em contato 51 3268-1611

A+ A-

04/09/2020

Diálogos em Defesa da Vida discute o papel da literatura para a saúde em tempos de pandemia

Diálogos em Defesa da Vida

Mario Quintana dizia que ler um bom livro é a única forma de estar sozinho e acompanhado, ao mesmo tempo. Assim, durante esses meses de isolamento social, a literatura tem sido bálsamo para muitas dores da solidão. Tanto que a busca de livros, de março para cá, surpreendeu os livreiros, principalmente os convencionais.

A arte é uma só. Dessa forma, a literatura, como expressão artística, tem imensa amplidão de contatos com a natureza humana. Tudo que cabe na vida, cabe na literatura. Shakespeare continua sendo lido e reencenado, inclusive no cinema, porque sempre dedicou suas obras aos sentimentos do gênero humano: amor, ódio, ciúme, idealismo, ambição. Das centenas de obras teatrais de Sófocles e Eurípedes, chegaram até nós apenas quatorze. Todas elas podem ser lidas sem nenhuma atualização, como Eletra, por exemplo, porque o essencial das pessoas não mudou em dois mil e quinhentos anos. Essa a força especular do livro, quando as páginas parecem espelhos para quem lê.

Obras clássicas falam de outras doenças que abalaram comunidades humanas, como A Peste, de Albert Camus e O amor nos tempos do cólera, de Gabriel García Márquez. No final dos anos mil e oitocentos, a tuberculose grassava de forma tão impune que o livro A Dama das Camélias, com a personagem Marguerite Gauthier, linda e tuberculosa, foi uma das obras mais lidas de Alexandre Dumas Filho.

Vamos falar de Literatura em tempos de pandemia. Sem esquecer que a nossa alma, os nossos sonhos, toda a fantástica premonição que muitas vezes nos assalta, são mais bem descritas, como dizia Freud, nas poesias e nos romances do que nos compêndios de medicina. E a própria História, nos últimos decênios, tem encontrado na literatura e no cinema seus mais poderosos veículos de divulgação.

A live vai ao ar na próxima quarta-feira, 9 de setembro, às 18h, com a honrosa participação do escritor Alcy Cheuiche, e mediação da diretora de Aposentadas, Aposentados, Previdência e Saúde da APCEF/RS, Célia Zingler. A transmissão ocorre tanto pelo Facebook quanto pelo canal do YouTube da Associação. Não perca!

Últimas Notícias


Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Rio Grande do Sul
Gestão CORAGEM PARA CONSTRUIR O BEM COMUM 2018/2021
Avenida Coronel Marcos, 851, Ipanema, Porto Alegre / RS | CEP 91760-000
Telefone: (51) 3268-1611 | Fax: (51) 3268-2700